PRESTAÇÃO DE CONTAS

Prestação de contas 2018

Confira abaixo a Prestação de Contas do nosso mandato, referente ao ano de 2018.

O ano de 2018 começou cheio de desafios e conquistas. Logo no início voltei a enfrentar um grande obstáculo: a dificuldade de acessibilidade na Câmara dos Vereadores, principalmente com a retirada da rampa temporária que havia na entrada principal, dificultando não só o meu acesso, mas também o de tantas pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção. Porém, não podemos desistir quando encontramos uma barreira. Por isso fomos até a justiça lutar por nossos direitos. E não paramos por aí, acompanhe nossas ações.

O nosso mandato esteve presente na maioria dos bairros cariocas para falarmos do nosso trabalho e, principalmente, conhecer os problemas de cada localidade do nosso município. Fizemos reuniões com representantes de bairros, banquinhas de prestação de contas, além de manter sempre abertas nossas redes sociais e telefones para ouvir quem mais entende do Rio: o carioca.

Criei uma cartilha com os principais direitos dos idosos, dicas de saúde, vacinação e cuidados para envelhecimento saudável.

Criei a banquinha dos idosos, que percorre praças dos bairros da nossa cidade, levando conhecimento sobre saúde física e mental e incentivos à participação da cultura, lazer, e melhora da autoestima.

Em parceria com o Cantinho da Geriatria levamos estímulos e cuidados aos nossos idosos.

Trabalho para pessoas em situação de rua

A quantidade de pessoas vivendo na rua vem crescendo em nosso município, por isso fiz e aprovei a Lei nº 6355/2018, que destina 5% das vagas de trabalho em obras e licitações públicas para pessoas em situação de rua, atendidas por políticas da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Empregabilidade para a pessoa com deficiência

Em parceria com o Ministério Público do Trabalho e outras instituições realizamos debates e buscamos melhorar o acesso ao emprego para a pessoa com deficiência.

Educação de pessoas com deficiência

Lutamos muito por uma educação verdadeiramente inclusiva para alunos com deficiência e altas habilidades da rede pública de ensino.

Conseguimos a adequação do Plano Municipal de Educação para que as crianças com deficiência não fossem excluídas.

Conseguimos a convocação dos agentes de apoio, estamos questionando o motivo de tão poucos terem de fato começado e agora estamos lutando por um novo concurso.

Estamos na luta para que a profissão do intérprete de libras seja valorizada e que as pessoas surdas tenham melhor acesso à educação.

Cortes nos centros de convivência da pessoa com deficiência

Recebi denúncias de atendimentos suspensos por falta de pagamento dos funcionários e em menos de uma semana conseguimos que os salários fossem pagos.

Cuidado para famílias de pessoas com deficiência

Criei e aprovei a Lei 6.446/2019 que obriga a Prefeitura oferecer atendimento psicológico ao responsável, atendente pessoal e familiar da pessoa com deficiência, para garantir uma melhor qualidade de vida a estas pessoas, facilitando o cuidado e desenvolvimento de toda a família.

Microcefalia pelo Zika Vírus

Criei e aprovei a Lei 6.476/2019 que obriga as Instituições de Saúde do Município a atenderem as crianças com microcefalia oriunda do Zika Vírus, seguindo o protocolo do Ministério Saúde para esta síndrome.

Programa Praia Acessível

Criei e aprovei a Lei 6.476/2019 que obriga as Instituições de Saúde do Município a atenderem as crianças com microcefalia oriunda do Zika Vírus, seguindo o protocolo do Ministério Saúde para esta síndrome.

Reabertura dos CRPDs

Os Centros de Referência para Pessoas com Deficiência (CRPDs) são equipamentos do município do Rio essenciais para o tratamento de crianças, jovens e adultos com deficiência, e duas unidades foram fechadas (Irajá e Santa Cruz) pela falta de repasses da Prefeitura, deixando centenas de pessoas desamparadas. Junto das mães e do Ministério Púbico conseguimos reabri-los, agora lutamos por melhores condições e pelo funcionamento da unidade Mato Alto.

Comissão das Mulheres

Fui indicada por unanimidade para a presidência da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara dos Vereadores, em substituição a querida vereadora Marielle Franco, assassinada em abril de 2018. Uma grande responsabilidade e honra, poder dar continuidade a este trabalho árduo que é tão fundamental para nossa sociedade.